segunda-feira, 11 de julho de 2016

Mingau de palavras

Recentemente numa novela, Débora Bloch interpretou uma jornalista 'das antigas' como se diz no meio, tentando se adaptar aos 'novos tempos' em que texto parece um produto muito estranho. "Escreva mais claro, escreva menos, use palavras mais modernas" diz a chefe mocinha de pouco mais de 20 anos, formada certamente numa época em que rede social já era considerada fonte de informação. Eu eu me identificando com a 'jornalista das antigas' me pego pensando que a gente vai ter que mastigar, fazer mingau das palavras para que o leitor engula sem sacrifícios. Tornar a leitura mais fácil não significa creditar ao outro a incapacidade da interpretação. No fim o jornalista vai ser aquela águia que chega ao topo do ninho e solta no bico do filhote uma gosma de novas tendências linguísticas. Na cena de hoje, a velha jornalista decide não abrir mão da qualidade do seu texto e pede demissão. Ah, quem já não teve essa vontade um dia...