quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Lula em inauguração dos estúdios da Rede Record

"Não seria bom para o Brasil se a gente tivesse apenas uma televisão produzindo novela. Não seria bom para o Brasil se a gente tivesse apenas uma televisão dando informações", disse o presidente, em referência à líder Globo, sem citá-la. "Antigamente, sem controle remoto, (a televisão) ficava num canal só porque a gente ficava brigando em família para ver quem levantava para mudar o canal. Mas, agora, com controle remoto, não precisa levantar, é só clicar", afirmou.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Jornalismo sim senhor!!!!

Ao contrário do que afirmam muitos "especialistas" dos departamentos comerciais das emissoras de televisão Brasil afora, jornalismo pode sim ser um bom argumento de venda. Não significa que seja "vendido" como querem alguns desses mesmos diretores. Isso é um alívio porque sempre que se fala em cortes, a faca passa logo na cabeça do jornalismo.
Veja a matéria da Folha de São Paulo

Além de obrigadas por lei a destinarem pelo menos 5% de sua programação para transmissão de notícias, as emissoras têm um bom motivo para investir em jornalismo: o retorno da publicidade.Na RedeTV!, por exemplo, o principal jornal diário “RedeTV! News” (exibido das 21h às 22h) é o responsável pelo maior faturamento da emissora, com 30% a mais de retorno do que o segundo programa.Com a média de quatro pontos no Ibope, Toninho Rosa, superintendente comercial da RedeTV!, destaca que metade da audiência do jornal é das classes A e B, o que atrai anunciantes diferenciados.“Fazer jornalismo é um bom negócio”, resume. Para o superintendente, “notícia ruim em exagero, apesar da audiência, acaba afastando os anunciantes”. A partir disso, a emissora decidiu veicular aos sábados o jornal “Good News”, em que são proibidas notícias ruins. Embora tenha três pontos de audiência, suas três cotas de patrocínio estão garantidas. Para a Globo, a área jornalística “é valorizada em virtude da qualidade de informação isenta e imparcial apresentada em nossos telejornais”. O canal não faz comparações entre jornalismo e entretenimento.No SBT, segundo o diretor nacional comercial Henrique Casciato, houve crescimento de 25% dos anúncios nos programas jornalísticos em relação a 2008. Casciato também conta que, para os anunciantes, os três nomes de maior credibilidade nos telejornais do país são Fátima Bernardes, William Bonner e Carlos Nascimento.

sábado, 24 de outubro de 2009

Frase da semana

"O papel da imprensa não é o de fiscalizar o poder, mas informar"!

Luis Inácio Lula da Silva

A palavra escrita o vento não leva!!

Em Itapetininga, interior de São Paulo, um desses motoristas preconceituosos fez do vidro traseiro do carro, uma apologia ao crime de estupro. Na melhor das frases machistas que toda mulher um dia já ouviu na vida, estava lá: A Delegacia das Mulheres adverte: em caso de estupro, relaxe e goze. Certo de ganhar a simpatia de outros panacas no trânsito ou roubar sorrisos no churrasco do final de semana, o dito ganhou na verdade uma ação policial. Foi levado à delegacia e pode ser preso caso seja condenado, já que o crime prevê pena de 03 a 06 meses de prisão. Tirar do pensamento dele que o corpo da mulher não pertence ao macho, vai ser difícil. Mas pelo menos, ninguém será mais obrigado a ler tamanha sandice do vidro traseiro do carro do idiota!!

domingo, 18 de outubro de 2009

As bulas de remédio e a língua portuguesa

Quem gosta de ler bula de remédio sabe que muitas vezes as palavras assustam mais que esclarecem. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária decidiu que os fabricantes devem tornar mais claros os termos que constam nas bulas. Palavras como posologia devem desaparecer dando lugar a outras que possam significar algo para quem lê. Deve ser agora no formato perguntas e respostas. Aliás deveriam também aumentar aquelas malditas letrinhas. Qualquer dia desses, a gente vai ter que comprar lupa para conseguir decifrar os enigmas!

Para os amantes da boa leitura

No site livreiro.com.br, encontra-se tudo: de José Saramago a Michael Jackson. São comunidades que se formam para o debate de leituras das mais variadas. Bom para saber, às vezes, a impressão de algumas pessoas sobre determinados livros. A rede social foi apresentada na Feira Internacional Literária de Parati, no Rio de Janeiro. É possível criar a própria comunidade e montar uma biblioteca virtual para trocar ideias sobre os textos lidos.

domingo, 11 de outubro de 2009

Padeiro erra no português e minha cachorra agradece!

A falta de intimidade com a língua portuguesa produz coisas interessantes. O dono da padaria perto da minha casa, acho que cansado de gente pouco afeita aos bons costumes, tratou de barrar homens sem camisa no recinto. Aproveitou e tentou impedir a entrada de animais também, que vira e mexe, acabam deixando algum rastro desagradável no lugar. Não pensou duas vezes ( acho que nem uma, na verdade!!) e escreveu numa placa enorme:
PROIBIDO ENTRAR SEM CAMISA E ANIMAIS
Tentou o descuidado informar que estariam proibidas de entrar pessoas sem camisa e com animais. Deu tudo errado. A única coisa boa da história é que posso continuar levando minha poodle Lisbela para a padaria todas as manhãs.

p.s. Lisbela não faz nada que não deva e entra sempre no colo!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Pouca coisa mudou....

Na época????

De um repórter numa daquelas famigeradas matérias sobre o feriadão: ...o último feriado que caiu numa segunda feira foi o do dia 07 de setembro...na época, não foi registrada nenhuma morte!!!! Ué, é impressão ou a data tem pouco mais de mês?

domingo, 4 de outubro de 2009

Cinform sofreu ameaça de pagar quase R$ 1 milhão porque quis entrevistar filho de ex-governador


Uma das famílias mais tradicionais de Sergipe, que foi chefiada por um ex-governador e empresário que morreu em 2003, terá que aceitar um ex-frentista de 66 anos como herdeiro, fruto de um relacionamento fora do casamento dele com uma de suas operárias.

O trabalhador lutava há 12 anos pelo reconhecimento da paternidade e acionou a Justiça sergipana, onde obteve vitórias em duas instâncias, e ambas a família se negou a fazer o exame de DNA. Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça deu sentença acolhendo as determinações da justiça local, conforme a relatora do recurso, ministra Nancy Andrighi.

Em março de 2008, a mesma Justiça que hoje reconhece o ex-frentista como filho do empresário e ex-governador, impôs uma multa de quase R$ 1 milhão ao jornal CINFORM, caso uma matéria sobre o caso e uma entrevista exclusiva com o filho não reconhecido fossem veiculadas. O CINFORM também com um recurso no STJ ainda hoje não desmontou a censura.

Além da recusa por parte da família em realizar o exame de DNA, foi considerada como prova a semelhança física entre o ex-frentista e os irmãos. Isto foi ressaltado inclusive em trecho da decisão. “Pessoalmente ele é ainda mais parecido, tanto com o de cujus como com toda a família deste, tal qual cópia xerográfica, só que em uma versão mais castigada e empobrecida, sendo certo que seu timbre de voz é exatamente o mesmo que é marca registrada de todos os membros da família”, disse um magistrado.

Cinform online

sábado, 3 de outubro de 2009

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Que venha 2010 !

Não há restrições ao uso da internet nas eleições de 2010. Ótimo! Comparada às ruas, a internet passa a ser local de convivência onde cada um sabe o que deve fazer e até onde pode fazer! Assim como nas ruas, quem atravessa sinal vermelho, corre o risco de ser atropelado. Nas eleições, a rede mundial de computadores também vai exigir do cidadão noções de civilidade como respeito ao outro. Pena que com isso já se anuncie uma guerra entre aliados dos lados opostos ao governo do estado. Não bastasse o patrulhamento de veículos de comunicação tradicionais como rádio e TV, os blogs que pareciam terrenos livres desse tipo de censura, passam a ser atacados de forma desonesta pelos que acham que são donos da "liberdade de expressão". Cada um escreve o que quer do jeito que quer e cada um assuma a responsabilidade do ato.